Iniciar sessão

Navegar para Cima
Instituto de Investigação
em Vulcanologia e Avaliação de Riscos
Última hora:



Nacionais

 

BeSafeSlide - BeSafeSlide - Protótipo de sistema de alerta para movimentos de vertente, de baixo custo, para melhorar a resiliência da comunidade e adaptação às mudanças ambientais.

Coordenador Científico


Sérgio Manuel Cruz de Oliveira

Investigador Responsável/CVARG


Resumo


Os movimentos de vertente são nas últimas décadas um dos perigos naturais mais mortíferos em Portugal continental e arquipélago dos Açores. Em Portugal continental, o número de mortes resultantes de movimentos de vertente registou uma tendência crescente entre 1865 e 2010, opondo-se à diminuição verificada noutros perigos hidrogeomorfológicos, como as cheias. O aumento da qualidade de construção observado nas últimas décadas em Portugal em função do aumento da qualidade técnica e códigos de construção de edifícios não resultou na redução de mortes devidas a este fenómeno. Estas ocorreram sobretudo associadas a movimentos de vertente rápidos que afetaram as pessoas dentro das casas, e mais recentemente, dentro dos veículos, em consequência da sua crescente mobilidade. No ordenamento do território, as novas áreas urbanas são salvaguardadas desde 2008 pelos regulamentos e práticas portuguesas que estabeleceram restrições efetivas ao uso do solo em áreas mais suscetíveis à ocorrência de movimentos de vertente. No entanto, estes regulamentos não resolveram o risco para as pessoas que já viviam em vertentes perigosas. O elevado número de mortos e pessoas afetadas, a frequente destruição de bens e a perturbação das atividades económicas e sociais devido a movimentos de vertente justificam a implementação de um sistema de alerta regional.
Este projeto visa desenvolver e implementar um protótipo de sistema de alerta de baixo custo e tecnologicamente acessível para movimentos de vertente, ajustado dinamicamente a diferentes cenários de alterações climáticas e de uso do solo. Assim, por um lado, alterações nos padrões da precipitação devido a mudanças climáticas serão incorporados e avaliadas no sistema de alerta; por outro, considera-se que mudanças previsíveis no uso do solo revelam a exposição e risco futuros.
No projeto será dada atenção a dois tipos diferentes de eventos de instabilidade de vertentes e que serão permanentemente monitorizados dentro do sistema de alerta, em particular nas áreas de risco máximo: (i) grandes eventos de instabilidade. Neste cenário, uma ocorrência generalizada de movimentos de vertente é considerada. O principal objetivo é auxiliar a proteção civil, na antecipação e gestão de situações de evacuação em massa; (ii) eventos de instabilidade menores. Neste cenário, diferentes níveis de perturbação territorial são considerados. A frequência de movimentos de vertente é diferenciada no território. O principal objetivo é assegurar a manutenção e a operacionalidade das redes regionais de transportes, energia e comunicações e a salvaguarda da vida das pessoas. A aplicação do sistema de alerta definirá procedimentos de comunicação de alerta, avaliará a capacidade de resposta e desenvolverá práticas de capacitação social, redução da vulnerabilidade e mitigação dos riscos, proporcionando uma redução do número.


Outros Investigadores


Outras Instituições


​Centro de Estudos Geográficos, Instituto de Geografia e Ordenamento o Território da Universidade de Lisboa
Instituto Dom Luís, FCIÊNCIAS.ID - Associação para a Investigação e Desenvolvimento de Ciências, Universidade de Lisboa
Centro de Estudos Sociais, Universidade de Coimbra

Ficha de Projecto


​BeSafeSlide (BSS)
Protótipo de sistema de alerta para movimentos de vertente, de baixo custo, para melhorar a resiliência da comunidade e adaptação às mudanças ambientais.
Referência: PTDC/GES-AMB/30052/2017
Entidade financiadora: FCT
Duração: 2018 - 2021
Total: 235.529,66 €

 
Data de Início

01-10-2018
Data de Encerramento

30-09-2021

Anexos


Unidades Científicas


Unidades Científicas Operacionais